Tia Lea way of life

Tia Lea é minha tia avó, uma senhora muito mais animada e falante do que muita mocinha universitária por aí.  Quando fomos entregar o nosso convite de casamento, ela abriu um sorriso, e do alto de sua sabedoria de gente que já viu e viveu muito mais, disse: 

“Ah, eu vou sim, viu, bem? Eu vou em tudo. É só me convidar que eu vou.”

Nos contou como sua agenda estava atribulada, com festas de casamento, batizado de netos e bisnetos, sobrinhos, aniversário do primo do tio da cunhada da vizinha! E estava feliz, cercando-se de gente positiva. 

Talvez seja uma característica de mineiro de família grande, essa coisa de estar sempre próximo, reunir-se no fim do ano, encontrar gente. Gente, essa coisa que faz tão bem! 

Tia Lea tem felicidade de muitos carnavais. :)

Tia Lea tem felicidade de muitos carnavais. 🙂

As palavras de Tia Lea ecoaram em nossas mentes por muito tempo. Tinha uma época que não estávamos bem em Campinas, havíamos mudado para a cidade há pouco, e não tínhamos amigos aqui. Resolvemos adotar como missão de vida o título deste post: “tia Lea way of life.”

Passamos a ir em tudo. A menos que a data estivesse preenchida por outro compromisso, ou que a conta bancária realmente não permitisse, nós colocávamos os pés para fora de casa. Nada de ficar deitado no sofá em vez de encontrar gente. 

Não é tão fácil na prática como na teoria. Várias vezes saímos para um barzinho em um dia ruim, chuvoso, para encontrar um colega de trabalho em um lugar abarrotado, caro, e chato.  Várias vezes sentamos na mesa tentando interagir, sem muito sucesso. 

A sabedoria popular diz que se você foi convidado, é porque a sua presença é bem vinda. Mas algo acontece quando você vai: as pessoas convidam. Sim, nesta ordem. Claro, alguns convites precisam acontecer, mas se você está presente, é lembrado e te convidam mais, um círculo virtuoso. Infelizmente, o contrário também é verdade. Deixe de aparecer em três ou quatro eventos seguidos, e o convite para o quinto pode nem chegar.

Ouçamos todos então os sábios conselhos de tia Lea. Ficar sentado no sofá é muito chato, o negócio é sair e participar, encontrar gente. Viu, bem, é só convidar que eu vou! 

Leave a comment

6 Comments

  1. #RafaAteu parodiando Eclesiastes:

    “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há o tempo do sofá, e há o tempo de sair pra farra”

    Responder
    • Rodrigo

       /  25 de março de 2013

      Pode #RafaAteu tentando fazer sabedoria de vida barata? Pode sim!

      Sim, há tempo para tudo, mas o nosso natural (meu e da esposa) é a preguiça, então a gente precisa se empurrar para fora de casa. 🙂

      Responder
  2. Tenho lutado contra o sofá (no meu caso cama) dia a dia, mas tá difícil convencer meu parceiro…. hehe Mas como eu costumo dizer para ele, ‘assim que se cultiva as amizades’. Às vezes voce nao está muito afim, mas sabe que o convite foi feito com carinho e precisa retribuir para que de fato entre na vida da pessoa e receba a denominação “amigo”.

    Responder
    • Rodrigo

       /  25 de março de 2013

      Vixe, preguiça quando vira contagiosa é caso grave!

      Eu sei, é realmente muito difícil juntar forças para ir em alguns lugares que você SABE que vai ser furada. Às vezes você se surpreende. No fim, fazer o anfitrião feliz já é um bom motivo. 🙂

      Responder
  3. Putz… realmente é difícil sair do sofá… tenho tentado mais tá difícil… od ia a dia corrido deixa a gente tão cansado a noite e muitas vezes até nos fins de semana que não encontramos força para sair do sofá. Mas, sua tia Lea está repleta de razão, por que quando espantamos a preguiça e o cançaso e levantamos do sofá para ir a um evento (seja uma simples festinha de criança) renovamos nossas forças e criamos vinculos preciosos. Curto muito este site. Bjos.

    Responder
    • Rodrigo

       /  25 de março de 2013

      Obrigado pela visita, Nathália.

      Todo mundo tem dias corridos, mas se a gente não puder sair à noite e nos fins de semana, quando a gente aproveita, não é mesmo? 😉

      Responder

Deixe uma resposta para Nathália Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *