Eu nunca me senti um homem casado até me casar

Existe um grande dilema na cabeça dos noivos,  namorados, e daqueles que começam a morar juntos, que é o tal do “será que eu estou pronto para ser um homem casado?” Digo “homem”, mas a mesma linha de raciocínio vale também para a mulher.

A reflexão começou com este artigo do The Art of Manliness, chamado “Want to Feel Like a Man? Then Act Like One”. Trata-se de uma versão extendida daquele tradicional ditado “finja até que aprenda”, que em inglês soa muito melhor com “fake it until you make it.”

Você nunca se sente um homem de verdade até que comece a agir como um homem de verdade. Pode ler sobre o assunto, pode pesquisar, conversar, mas até que pise para fora da casa dos seus pais e leve a vida que você quer, você nunca estará pronto. A gente sempre espera algum momento mágico, em que nos sentiremos “prontos”, para então saltar, quando na verdade, só se aprende saltando.

Assim como qualquer aprendizado. Você pode observar um pianista por anos, mas você nunca vai estar pronto antes de colocar as mãos no teclado. Não se aprende a nadar sem mergulhar na água. Você não é um peru de natal com termômetro indicador de pronto.

Better Run - You've got less than a month!

O que você quer dizer com termômetro indicador de pronto?

Esse é um dos grandes dilemas do casamento, ou de morar junto. Por mais que alguma coisa na sua cabeça diga que ela é a pessoa certa, você jamais sente que está 100% preparado  para o casamento. A coragem está justamente em assumir isso, respirar fundo, e fazer o pedido. Com a cara, a coragem, e a fragilidade que a situação envolve.

Eu não sabia dividir as contas, eu não sabia como consolá-la ao seu lado na cama em dias tristes, eu não sabia como agir se ela ficasse doente, eu não sabia se um emprego seria capaz de pagar o aluguel do apartamento, eu não sabia se eu conseguiria conviver com quinze tipos diferentes de cremes na pia no banheiro.

E mais importante, eu não sabia se ela aprenderia a conviver com este ser estranho que aqui escreve.

Este era eu no dia do casamento. Sem certezas. E feliz.

É aí que está a magia. Não dá pra saber. Mas você aprende como se tornar um recém casado. Para depois aprender a ser casado, e um dia, quem sabe, verei como é fazer bodas de ouro.

Você nunca pára de aprender. E de se surpreender consigo mesmo.

Leave a comment

4 Comments

  1. Angela

     /  24 de maio de 2012

    E o próximo passo também por mais irreal que possa parecer (mas que nunca esteve tào proximo) é o de se tornarem pais! Muito bom o post, muito profundo . . me fez pensar! Adorei =D

    Responder
    • Rodrigo

       /  24 de maio de 2012

      Ahn, não, vamos esperar mais uns boooons anos antes dessa etapa!

      Que bom que gostou! O original também me deixou bastante pensativo. =)

      Responder
  2. Ia comentar da minha experiência de “casado”, mas seria “da depressão”. Mas enfim, ter um lugar pra chamar de meu lar (mesmo que ele seja alugado) e poder conviver diariamente com quem a gente ama, é uma experiência maravilhosa, mesmo com todos os altos e baixos 🙂

    Responder
    • Rodrigo

       /  24 de maio de 2012

      Acho que além da sua experiência de casado, a sua experiência de ser pai diz muito mais coisa. Acho que você nem teve muito tempo de pensar se estava pronto ou não. Pelo visto, está dando certo! =)

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *