Valentine’s Day, ou qualquer outra desculpa para ficar junto

E daí que ontem foi o Dia dos Namorados nos Estados Unidos, e como bons brasileiros, qualquer desculpa é válida para comemorar. Pensei em flores, mas o orçamento de fevereiro está contente com quaisquer 20 reais que eu possa economizar. Ou seja, por tabela lá se foi a caixa de chocolates importados e o passeio de limousine por São Paulo encerrando com o jantar do D.O.M.

E daí que eu já fui estudante morador de república, e como todo bom aluno, aprendi a viver trocando o dinheiro do almoço pela pinga do final de semana. (Mentira, eu gastava tudo em traquitanas tecnológicas.)  E posso dizer que um dos principais passos para conquistar a esposa durante esta época foi a cozinha.

"Tira a foto logo que eu estou com fooome!"

 

Nota da esposa: homem que cozinha é sensacional! Mas homem que cozinha e lava a louça depois é perfeito!!

Quando se está sem dinheiro, nada melhor para impressionar do que um jantar feito em casa, por mais simples que seja. Afinal, as atenções não estão no garçom educado, ou no preço da conta que está por vir, mas sim todas para ela. Ahn, uma curiosidade, o primeiro prato que me aventurei a preparar para ela foram batatas gratinadas, tanto que fiz questão da presença delas no buffet do casamento.

Voltando ao dia de ontem, claro que a saída seria um belo estrogonofe, acompanhado por fritas americanas e arroz, além de um vinho branco que estava na geladeira que havíamos comprado para outra ocasião, quando acabou trocado por  mojitos.

Especialidade da casa!

Ok, datas são comerciais, e que “deveríamos comemorar sempre, não apenas em datas estúpidas”, tudo lindo no mundinho ideal. Mas a rotina um dia vem, e a gente acaba esquecendo de fazer coisas especiais de vez em quando. Então nada melhor do que aproveitar uma data boba e comercial e parar uma única noite e fazer dela especial.

Om nom nom!

É só a gente ou vocês também aproveitam as datas bobas e comerciais para comemorações especiais a dois? O que vocês costumam fazer nas datas especiais?

Leave a comment

1 Comment

  1. Hum… Oba! Não precisamos mais pedir pizza!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *