Para o novo vir, o velho tem que ir

O começo do ano é um ótimo período para se organizar e renovar as energias. É hora de deixar o velho ir para dar lugar ao novo. Novos projetos, novas atitudes e novas coisas!

Quem me conhece sabe que eu sou do tipo que guarda quase tudo até prego torto. Mas estou precisando renovar e abrir espaço para a energia fluir. Nessa intenção, decidimos arrumar o guarda-roupa e separar tudo que não estávamos mais usando, que não servia ou que não agradava mais.

Tchau blusas que eu não aguento mais ver!

Nota do Marido: para isso funcionar foi preciso um tratamento de choque, igualzinho àqueles programas de TV. Tiramos todas as camisetas do armário, e escolhemos o que voltava para lá e o que ia direto para o saco. No meu caso, eram 3 pilhas: roupas boas, roupas de andar de bicicleta, e doação.

5 sacolas das grandes!

Foram 5 sacolas de roupas e calçados que doamos para uma instituição beneficente que ajuda crianças e jovens, a Cidade dos Meninos. Eles retiram em casa, em horário comercial, é só agendar a visita e separar as sacolas. Na verdade, muitas instituições vão buscar na sua casa, desde roupas, aparelhos e até móveis!  E a gente fica com mais espaço e o coração leve! (E abre caminho para roupas novas, oba!)

Quem tiver interesse pode entrar em contato com outras instituições que também aceitam doações diversas:

Vocês costumam doar suas coisas? Para onde?

Leave a comment

4 Comments

  1. Em casa passa um pessoal que pega coisa pra reciclar, minha mãe (haha) manda colocar tudo junto. Não sei se é uma boa mas tenho feito isso.

    Vira e mexe também arrumo as coisas em casa, mas com dor no coração. Também sou dessas “vai que um dia eu preciso..” mas acho que na maioria das vezes a pessoa precisa mais que eu.

    Isso ai o/

    Responder
    • Lívia

       /  9 de janeiro de 2012

      “Vai que um dia eu preciso…” Eu sempre penso isso, mas vc tem razão, a maioria das pessoas precisa mais que a gente.
      Antes eu também deixava para o pessoal dos reciclados, mas já que as instituições vem buscar em casa, acho que eles conseguem ajudar mais gente.
      Bjs!

      Responder
  2. Sonia

     /  12 de janeiro de 2012

    Palavra de mãe, com toda certeza: Não precisará.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *